Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Amidi e API emitem nota repúdio à conduta injuriosa do deputado Walber Virgolino contra a jornalista Cláudia Carvalho e profissionais da imprensa da PB

Em nota conjunta, a Associação de Mídia Digial (Amidi) e a Associação Paraibana de Imprensa (API) repudiam o tratamento do deputado estadual Wallber Virgolino neste sábado (4), contra a jornalista Cláudia Carvalho e a imprensa paraibana, após o parlamentar ter se pronunciado de maneira “acusatória e injuriosa” aos profissionais da mídia do nosso estado.

De acordo com a nota, Wallber Virgolino usou o espaço dedicado aos comentários em uma rede social para fazer insinuações levianas e genéricas contra a imprensa do nosso Estado.

A matéria publicada no ParlamentoPb foi feita a partir de um vídeo postado pelo deputado, “em tom de brincadeira”, mas que, segundo a matéria, deixou algumas pessoas indignadas.

No vídeo em questão, Wallber Virgolino aparece jogando várias cédulas de R$ 50 e R$ 100 sobre uma mesa, onde está sentada sua esposa, para ter um fim de semana longe dela – tipo pagar para ter um “vale night”.

Ainda na matéria, a jornalista destaca: “Para além de ter sido feito com a finalidade de brincadeira, ou “meme”, é importante sabermos que situações semelhantes a essa e que venham a ocorrer de fato, podem ser enquadradas como formas violência doméstica psicológica e patrimonial, de acordo com o art. 7, incisos II e IV, da Lei n. 11.340/2006 (Lei Maria da Penha)”.

O destaque pode, talvez, ter sido o motivo injustificável da atitude agressiva do parlamentar.

Confira a publicação: 

NOTA

A Associação de Mídia Digial (Amidi) e a Associação Paraibana de Imprensa (API) repudiam o tratamento do deputado estadual Wallber Virgolino contra a jornalista Cláudia Carvalho e a imprensa paraibana, ao se pronunciar de maneira acusatória e injuriosa aos profissionais da mídia do nosso estado.

O parlamentar usou o espaço dedicado aos comentários em uma rede social para fazer insinuações levianas e genéricas contra a imprensa do nosso Estado.

Os ataques teriam sido motivados após produção de matéria jornalística elaborada pelo ParlamentoPB, veículo da mídia digital dirigido pela jornalista Cláudia Carvalho, sobre vídeo postado pelo deputado em suas redes sociais.

A Amidi e a API lamentam a forma e o tom usados pelo parlamentar para rebater o texto publicado pelo site.

Ressaltamos que o deputado, como qualquer cidadão, tem o direito de divergir de conteúdos e opiniões, bem como solicitar direito de resposta ao veículo de comunicação. Contudo, o modo como Walber Virgulino se comportou, optando pela desqualificação e ofensa ao invés da argumentação, atenta contra a liberdade de imprensa e a prática do exercício profissional jornalístico.

As entidades se solidarizaram com a jornalista Cláudia Carvalho e com todos os jornalistas e comunicadores da Paraíba ofendidos e difamados pelo citado político, ao tempo que sugere à referida autoridade legislativa revisão da postura autoritária dispensada ao contraditório.

Associação de Mídia Digial (Amidi)
Associação Paraibana de Imprensa (API