Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Sandra Marrocos anuncia desfiliação do PSB e busca por novo partido para disputar mandato na CMJP

A ex-vereadora Sandra Marrocos anunciou, nesta quarta-feira (20), a sua desfiliação do PSB e disse em Carta que ainda não definiu a nova sigla que deve se filiar para disputar novamente mandato na Câmara Municipal de João Pessoa, nas eleições deste ano.

O prazo para filiação partidária vai até 6 de abril.

Veja abaixo a íntegra da carta 

SIGAMOS NA LUTA, JOÃO PESSOA

Coração leve, Alma tranquila e minhas mãos cheias de responsabilidades. Estou mais pronta e preparada do que nunca. Sigamos na luta.

Com esses sentimentos em meu peito, anuncio minha desfiliação do Partido Socialista Brasileiro – PSB. Quando ingressei no PSB em 2003, estávamos num momento de renovação, de esperança, de celebração e de acolhimento com a vitória do presidente Lula.

O PSB representou para o nosso primeiro mandato popular como vereadora, na cidade de João Pessoa, um espaço com ambiente favorável para receber ideias de diferentes áreas e das mais diferentes ordens de militâncias progressistas.

Por meio de um mandato a serviço do povo, tivemos a oportunidade de colaborar com o desenvolvimento da cidade e com o  aprimoramento da cidadania de toda população, trazendo um olhar especial às pessoas em situação de pobreza, às mulheres, à comunidade LGBTQIA+ e à população negra, que sempre estiveram no centro da pauta que adotei como prioritária em toda a minha jornada política.

Ao longo de todo esse período, sempre colaborei com a construção do partido e com mandatos executivos de companheiros e colegas de legenda, num contexto de união e fortalecimento mútuo entre o PSB-JP e o PSB-PB, o que resultava em um saldo positivo tanto para a cidade de João Pessoa quanto para o estado da Paraíba como um todo.

Em 2014, o Brasil viu surgir um movimento de negação das instituições democráticas em resposta ao resultado da eleição para o executivo federal que tomou força e, dois anos depois, resultou no golpe que tirou a primeira mulher eleita, Dilma Rousseff, da presidência do país. Estabeleceu-se um cenário de preparação para a entrega do Brasil à extrema-direita.

Nesse contexto, encontrei respingos do cenário antidemocrático nacional no meu próprio partido, quando me vi deixando de ter espaço e apoio para continuar fazendo o trabalho que sempre realizei em defesa da cidadania. Por isso, após 15 anos de partido, senti que havia chegado ao fim a minha trajetória dentro do PSB e me filiei ao PT, onde passei pouco tempo em razão do convite para voltar a construir o PSB compondo sua direção. Mas após os acontecimentos de abril de 2023,restou insustentável permanecer num ambiente onde fui politicamente desrespeitada e violentada, num episódio de autoritarismo ao ser destituída da presidência do diretório municipal de João Pessoa sem a menor justificativa ou comunicação prévia. Foi quando percebi que o PSB definitivamente não era mais o espaço democrático de outrora.

Quero deixar claro que tais eventos locais não mancharam minha relação com a direção nacional do partido, a quem agradeço imensamente nas pessoas de Carlos Siqueira e Dora Pires, e de forma
muito especial às mulheres socialistas pelo respeito, carinho e sororidade.

Embora esteja Brasília me dedicando ao importante trabalho de reconstrução do Ministério das Mulheres, e, consequentemente, do nosso país, sinto o dever de voltar a João Pessoa para reerguer um mandato popular voltado às pessoas por quem luto historicamente e que nesse momento não estão representadas da Câmara Municipal de João Pessoa. Estou pré-candidata a vereadora para honrar essa missão e esse propósito, tarefa que não poderei cumprir pelo PSB e, decorrência disso, anuncio minha desfiliação.

Estou com o coração tranquilo e sigo com muita fé no futuro novo que se inicia agora.

Para cada uma e cada um de vocês, reafirmo: estou mais pronta e preparada do que nunca. Vamos em frente, porque tudo vale a pena em defesa dessas nossas causas e bandeiras, que não são pequenas.

Sandra Marrocos.