Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

”Não vão me calar, sou ficha limpa”, reage Ruy, ao rebater decisão que o condena à prisão; confira vídeo

Em um vídeo, o deputado federal Ruy Carneiro (Podemos) quebrou o silêncio no início da noite deste domingo (25), horas após a decisão que o condenou a 20 anos de prisão vir à tona. Na sentença, proferida pelo juiz Adilson Fabrício Gomes Filho, da 2ª Vara Criminal de João Pessoa, o magistrado determina ainda a devolução de R$ 750 mil aos cofres públicos por supostos crimes cometidos por Carneiro quando ocupou o cargo de secretário de Juventude, Esporte e Lazer do Estado. A denúncia do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, é referente à compra de assentos esportivos em 2009.

Confira nota da assessoria

Foi com estranheza que o deputado federal Ruy Carneiro reagiu à divulgação de sentença proferida em primeira instância de um processo que trata da compra de cadeiras há mais de 15 anos, quando era secretário estadual de Esportes. Pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Ruy protocolou no Tribunal de Justiça do Estado um recurso contra a decisão. Este mesmo processo já havia sido anulado pelo TJ e voltado para a primeira instância por falhas processuais.

Segundo Ruy, todas as cadeiras que motivaram o processo foram compradas, instaladas legalmente e passaram por contagem de auditores do Tribunal de Contas da Paraíba, que foram por duas vezes contar uma a uma. “O TCE já se pronunciou sobre isso na época, muitos anos atrás, constatando em duas auditorias que 99,68% das cadeiras estavam inteiras e correspondiam ao que foi licitado, sendo que 0,32% estavam danificadas por desgaste natural de uso”, informa o deputado. “Sou ficha limpa coloco os meus sigilos fiscal, bancário e telefônico à disposição do Judiciário. A Paraíba me conhece”, acrescentou.

Ruy Carneiro demonstrou estranhamento em relação ao fato de uma decisão de primeira instância, que corria em segredo de Justiça, vir à tona antes de o próprio Tribunal publica e a poucos meses de uma eleição em que se coloca como principal adversário do atual prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena. “Sou ficha limpa, ao contrário de Cícero, que já foi preso pela Polícia Federal, julgado e condenado pelo Tribunal de Contas da União por desvios de dinheiro público. Ele só foi candidato a prefeito graças a uma liminar”, afirma Ruy.

“Não vão me calar por causa da eleição. Vou continuar denunciando os esquemas da prefeitura, lutando contra os privilégios da política e contra o nepotismo, contra os parentes do prefeito que estão lá controlando o dinheiro da gestão”, dispara o deputado, acrescentando: “Querem me calar porque sabem que posso derrotá-los, porque a população vem indicando que quer mudança e porque vou seguir denunciando os esquemas da gestão, o nepotismo e o esquemão dos ônibus. Estou pronto para enfrentar essa luta e vencer”.

Ficha limpa – A história de Ruy é marcada pela luta contra a corrupção, o nepotismo e privilégios para políticos. Além de ser ficha limpa, o parlamentar foi um dos primeiros do Brasil a se posicionar oficialmente contra o nepotismo, ainda no ano de 2006. Também é contra o recebimento de pensão vitalícia por ex-governadores (benefício pago por anos ao atual prefeito de João Pessoa) e mais recentemente tem lutado pelo fim do Auxílio Mudança para parlamentares do Congresso Nacional. Os valores destinados por esses benefícios foram doados por Ruy para ações em defesa das mulheres, causa animal, esporte e entidades sociais.