Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Justiça mantém prisão e policial acusado de matar estudante na PB vai para presídio

Presidio Cajazeiras

O policial militar do Ceará suspeito de matar o estudante Ramon Pedro de Sousa, de 25 anos, na cidade de Uiraúna, no Sertão da Paraíba, passou por audiência de custódia na tarde desta quarta-feira (6), teve a prisão mantida e foi encaminhado para o presídio de Cajazeiras.

O policial militar do Ceará foi preso na tarde de terça-feira (5). De acordo com a Polícia Civil, o policial de 28 anos é paraibano, e teve a prisão preventiva decretada na segunda-feira (4). Na terça, o advogado do policial militar conduziu o suspeito até a Central de Polícia de Cajazeiras.

Segundo o delegado Rafael Bianchi, no depoimento inicial, o policial militar relatou que “ele não confessou o crime, se diz inocente e alegou legítima defesa”. A Polícia Civil não divulgou o nome do policial e o g1 não conseguiu contato com a defesa do policial para obter um posicionamento.

Ainda segundo o delegado, as mulheres que também aparecem no vídeo e que presenciaram a morte do estudante foram ouvidas na segunda-feira (4) e relataram que não o conheciam. O crime aconteceu no domingo (3).

Crime

Ramon foi morto a tiros por um PM após festa de emancipação política de Uiraúna, no Sertão da Paraíba. — Foto: Arquivo pessoal

Ramon foi morto a tiros por um PM após festa de emancipação política de Uiraúna, no Sertão da Paraíba. — Foto: Arquivo pessoal

Conforme a Polícia Militar de Cajazeiras, Ramon estava voltando da festa de emancipação da cidade de Uiraúna quando foi atingido pelo militar, que seria lotado na cidade de Orós, no interior do Ceará, mas estava na Paraíba participando do evento.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Polícia Científica de Cajazeiras para realização do exame cadavérico. A polícia segue investigando a motivação do crime.