"Ganância e cobiça": policia aponta Ricardo Pereira como autor intelectual do crime do tio e ex-prefeito de Bayuex

"Ganância e cobiça": policia aponta Ricardo Pereira como autor intelectual do crime do tio e ex-prefeito de Bayuex

O delegado da Polícia Civil, Vitor Melo, titular da Delegacia de de Crimes Contra a Pessoa (DCCPES), deu detalhes, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (17), da morte do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira. Segundo ele, Leon Nascimento é o executor que estava na moto e que o crime teve a participação logística de Gean Carlos, que repassou a arma para Leon e Ricardo Pereira, que é sobrinho de Expedito, é o autor intelectual da execução.

“No dia do crime, Leon e Jean foi incumbidos da missão [por Ricardo]. Jean passou a arma e Leon executou o crime. Temos provas claras, técnicas, após trabalhos intensos de investigação”, disse delegado da Polícia Civil, Vitor Melo.

Provas técnicas apontam que houve preparação para o crime. Quem solicitou que ele fosse até a calçada, foi o sobrinho, que ligou e pediu pra ele ir até a calçada para pegar um currículo”, concluiu o delegado.

De acordo com a delegada, Emília Ferraz, o crime foi motivado por questões financeiras. “A motivação foi ganância, cobiça. Vontade de ter o que é do outro. Ricardo estava encarregado de cuidar de toda finança de Expedito. Ele não só tinha os cartões, tinha senhas, alterava as senhas eletrônicas”, afirmou.

Comentários

Outras Notícias