Sanção ou veto da LDO que quase triplica valor do 'fundão' será decidido por Bolsonaro nos próximos 15 dias

Sanção ou veto da LDO que quase triplica valor do 'fundão' será decidido por Bolsonaro nos próximos 15 dias

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após alta hospitalar no domingo (18) tem nas suas mãos e de sua equipe a sanção ou veto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, cujo texto, aprovado pelo Congresso quase triplicou o valor destinado ao fundo eleitoral, passando de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões. 

 Na saída do hospital, Bolsonaro criticou o fundão eleitoral, mas disse que analisará a questão da LDO seguindo “sua consciência e a economia”. Bolsonaro chegou a acusar o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM) pela aprovação do fundo.O prazo é de 15 dias.

Deputados da base governista reclamaram do aumento - mesmo após terem votado sim à proposta - e mesmo o novo decano do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse que já alertou sobre o risco desta medida.

 

 

Comentários

Outras Notícias