Governador lamenta a morte do jornalista Walter Galvão

Governador lamenta a morte do jornalista Walter Galvão

O governador João Azevêdo lamentou hoje a morte do jornalista, radialista e escritor Walter Galvão, que atualmente na sua gestão ocupava a presidência da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), desde junho de 2020. Ele faleceu na madrugada desta quarta-feira (7), após perder a luta contra o câncer.

Walter Galvão teve uma longa trajetória na imprensa paraibana, desempenhando vários cargos com ética e competência profissional. Na iniciativa privada, exerceu funções de repórter, redator, roteirista, diagramador, editor e diretor de audiovisual.

Entre os cargos que exerceu estão os de editor-geral dos jornais O Norte e Correio da Paraíba, diretor de jornalismo do Sistema Correio de Comunicação, diretor operacional e de programação das rádios Tabajara e Sanhauá.

Na área pública, atuou, entre outros cargos, como secretário de Educação da Prefeitura de João Pessoa, secretário da Transparência Pública, Ouvidor-Geral do Município (JP), diretor da Funjope, secretário de Comunicação, e secretário-chefe de Gabinete do Município de Conde (PB). Tem vários livros publicados. Também era músico e na juventude atuou como cantor em alguns conjuntos musicais, na década de 1970.

Nesse momento de perda, o governador João Azevêdo se solidariza com familiares, amigos e colegas do jornalista e expressa condolências.

Comentários

Outras Notícias