Com julgamento de contas de 2018 adiadas no TCE a pedido da defesa, Ricardo Coutinho se repetir reprovação ficará mais distante de disputar eleições

Com julgamento de contas de 2018 adiadas no TCE a pedido da defesa, Ricardo Coutinho se repetir reprovação ficará mais distante de disputar eleições

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) deferiu, nessa quarta-feira (1), requerimento apresentado pela defesa do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PT) e adiou a análise da prestação de contas de 2018 – marcada para o próximo dia 6.

A defesa de Ricardo alegou questão de saúde ao pedir o adiamento do julgamento. A nova data foi agendada pelo relator, conselheiro substituto Oscar Mamede Santiago Melo, para o dia 20 de dezembro, em sessão extraordinária.

Caso o socialista tenha as contas de 2018 reprovadas como teve de 2016 e 2017, sendo essa última que ainda passará pelo crivo da ALPB, Ricardo com todos os impedimentos jurídicos que pesam sobre ele, pode ter mais um para tornar distante seu desejo de disputar as eleições de 2022.

Comentários

Outras Notícias