Calvário: Gilmar Mendes rejeita recurso de Ricardo Coutinho e mantém delações de Livânia e Ivan Burity

Calvário: Gilmar Mendes rejeita recurso de Ricardo Coutinho  e mantém delações de Livânia e Ivan Burity

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou uma solicitação de anulação de delações premiadas feito pela defesa do ex-governador Ricardo Coutinho. O pedido tentava anular as delações da ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, e do ex-secretário de Turismo, Ivan Burity, dentro das investigações da Operação Calvário.

O pedido feito pela defesa solicitava que a Suprema Corte declarasse a incompetência do relator do caso no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o desembargador Ricardo Vital, com o intuito de homologar as delações premiadas de Livânia e Ivan. A ação também solicitava a suspensão do processo que envolve o ex-governador Ricardo Coutinho e a nulidade de medidas cautelares, determinadas pelo judiciário paraibano.

“Não há razão para provimento do pedido do requerente para suspender-se o processamento e o julgamento do PIC e das medidas cautelares inominadas, tampouco para o provimento total da reclamação”, escreveu o magistrado em um trecho da decisão.

Comentários

Outras Notícias