Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Cícero Lucena defende mais direitos e oportunidades durante evento alusivo ao Dia Internacional da Mulher

O prefeito Cícero Lucena afirmou que a luta pelos direitos das mulheres está se consolidando, no entanto, é preciso gerar mais oportunidades para que elas possam contribuir cada vez mais em todos os setores da sociedade. O gestor defendeu esse direito, nesta sexta-feira (8), durante evento ‘Paraíba, lugar de mulher que sabe o que quer’, do Governo do Estado, no Espaço Cultural, em Tambauzinho, alusivo ao Dia Internacional da Mulher.

A mensagem de luta por mais direitos e oportunidades ocorre mesmo em um cenário onde a gestão municipal é composta por 66% de servidoras mulheres, ocupando cargos em todos os níveis, de acordo com levantamento da Secretaria da Administração (Sead). Cícero celebrou esse dado, agradecendo o empenho, a dedicação e a mão de obra feminina, parabenizou todas as mulheres pelo Dia Internacional da Mulher e ainda garantiu que João Pessoa seguirá avançando em políticas públicas votada para as mulheres.

“Cada vez mais a fortalecimento da luta pelos direitos da igualdade das mulheres está se consolidando na consciência de muitos, e eu tenho certeza absoluta que temos que comemorar esse fato em função, principalmente, das conquistas e do que a mulher pode contribuir para que tenhamos uma sociedade mais justa, dando a oportunidade, aproveitando a sua inteligência, a sua sensibilidade, a sua vontade de fazer e de realizar. Quem sai ganhando é a cidade de João Pessoa, é o Estado, é o mundo na verdade, quando, cada vez mais, a mulher ocupa o seu legítimo lugar de protagonista, de uma sociedade mais justa”, afirmou o prefeito.

O governador João Azevedo aproveitou a oportunidade para anunciar uma série de decretos em defesa das mulheres, a exemplo da criação de três novas delegacias exclusivas para o enfrentamento – em Alhandra, Esperança e Itaporanga – uma lei sobre contratações de mulheres em situação de violência e a obrigatoriedade de cartazes e informativos, de consciência e contra a violência contra mulher em órgãos públicos. O chefe do Poder Executivo Estadual também apresentou um dispositivo, que alerta as forças de segurança quando uma mulher estiver sendo vítima de violência e a Patrulha Maria da Penha em todo Estado.

“É importante a gente ter um dia para colocar não só a atualização daquilo que efetivamente está acontecendo enquanto implantação de políticas públicas de proteção da mulher, mas entender claramente e passar para a sociedade que esse dia tem que ser 365 dias por ano. Ele não pode ser um único dia em que a gente pense nessa questão. Essa questão precisa ser discutida todos os dias, os avanços que já acontecem diariamente fazem parte, obviamente, das vitórias, conquistas da população. Agora, é preciso uma mudança de consciência. Isso é educação, isso é formação, para que a gente, ao longo do tempo, consiga diminuir esses números da violência contra a mulher”, afirmou o governador.

A Secretaria da Mulher e Diversidade Humana do Governo da Paraíba, Lídia Moura, disse que a medida vai ajudar no enfrentamento de um cenário onde as mulheres são vítimas constantemente de violência. No ano de 2023, foram 1.463 mulheres mortas. Nós temos uma mulher sendo assassinada a cada seis horas. É uma certeza que em nosso país, portanto, quatro mulheres morrem em um dia, todos os dias. E por isso, a nossa resposta ainda tem de ser para efetivar políticas de combate às violências. Nós gostaríamos de estar nessa data internacional, celebrando e buscando e priorizando outras necessidades, como a empregabilidade, como o acesso das mulheres à riqueza e renda, como o combate à pobreza”, afirmou.