Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Polícia Federal abre inquérito para apurar invasão a perfil de Janja Lula na rede social X

814ea439 B93f 4dea B82a 70fa81de1a13

A Polícia Federal (PF) abriu inquérito, na tarde desta terça-feira (12), para apurar a invasão à conta da primeira-dama, Rosângela Lula da Silva, a Janja, no X (antigo Twitter). O ataque hacker aconteceu na noite desta segunda-feira (11).

Publicações com ofensas, xingamentos e conteúdos pornográficos foram postados no perfil da primeira-dama. Apesar do inquérito ter sido aberto na tarde de hoje, a PF informou que começaria a investigar o crime logo depois que a invasão veio a público.

A investigação vai ficar a cargo da Diretoria de Crimes Cibernéticos (DCiber), conforme antecipou a CNN.

O inquérito aberto será atrelado a outro já existente, que apura ataques cibernéticos ocorrido contra, pelo menos, dez mulheres que integram o governo federal ou o parlamento.

Além da PF, a invasão hacker no perfil no X da primeira-dama mobilizou a Advocacia-Geral da União (AGU), que notificou a rede social na noite de segunda-feira (11).

Por meio notificação extrajudicial, a AGU cobrou o congelamento da conta @JanjaLula até a conclusão das investigações e a preservação de todos os registros e elementos digitais relativos ao perfil.

Nesta terça-feira (12), a primeira-dama se pronunciou por meio de sua conta no Instagram. “Na noite de ontem, os ataques de ódio e o desrespeito que eu sofro diariamente chegaram a outro patamar. Minha conta no X foi hackeada e, por minutos intermináveis, foram publicadas mensagens misóginas e violentas contra mim. Posts machistas e criminosos, típicos de quem despreza as mulheres, a convivência em sociedade, a democracia e a lei”, escreveu.

A CNN não conseguiu contato com a rede X.