O Governo e o Calvário: Achados do Gaeco e renovação do contrato com o IPCEP sequenciam ‘escândalos’ na Paraíba

O Governo e o Calvário: Achados do Gaeco e renovação do contrato com o IPCEP sequenciam ‘escândalos’ na Paraíba

Como se não bastasse os objetos de luxo encontrados pelo Gaeco em sítio pertencente a ex-assessora presa em 30 de abril, na IV fase da Operação Calvário, Laura Carneiro, no assentamento Nega Fuba, em Santa Terezinha, o Governo da Paraíba renova contrato por mais seis meses com o Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional (IPCEP), responsável pela administração dos Hospitais Metropolitano de Santa Rita e de Mamanguape. A ‘OS’ é citada na Operação Calvário junto com a Cruz Vermelha Brasileira.

Na denúncia do Ministério Público da Paraíba, o IPCEP faturou mais de R$ 182 milhões entre 2017 e 2018 nos hospitais de forma irregular e controversa. O contrato foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira (16), e o Instituto vai receber neste período mais de 12 milhões.

A dona do Sítio onde foram feitas escavações pelo Gaeco, Laura Carneiro e que foram encontrados sapatos da marca Christian Louboutin de Paris, bolsas Louise Vuitoon, óculos Armani, notebooks, celulares, CDs e agendas ainda permanece detida, aguardando negociação de uma colaboração premiada com o Gaeco e a Justiça.

 

 

Comentários

Outras Notícias