João Azevêdo e prefeitos da Região Metropolitana de João Pessoa criam grupo de trabalho para debater medidas de isolamento social

João Azevêdo e prefeitos da Região Metropolitana de João Pessoa criam grupo de trabalho para debater medidas de isolamento social

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta sexta-feira (8), com os prefeitos da Região Metropolitana de João Pessoa, ocasião que ficou estabelecida a criação de um grupo de trabalho, que se reunirá a partir deste sábado (9), para discutir a possível ampliação de medidas restritivas, caso os índices de isolamento social se mantenham em queda nos próximos dias. 

A Grande João Pessoa concentra 70% dos casos confirmados de coronavírus na Paraíba. De acordo com o boletim divulgado no fim da tarde dessa quinta-feira (7), a Capital paraibana tem 982 casos; Santa Rita, 162; Cabedelo, 75; Bayeux, 59; e Conde, 19. Os municípios atingem, no máximo, um índice de 45% de isolamento social, porcentual abaixo do estimado pelas autoridades de Saúde para conter a propagação do coronavírus. 

Participaram do encontro, os prefeitos Luciano Cartaxo (João Pessoa); Berg Lima (Bayeux); Emerson Panta (Santa Rita); Márcia Lucena (Conde); e Victor Hugo (Cabedelo).

Durante a reunião, os gestores também discutiram a disponibilidade  de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermaria e a ampliação de testagem da população, com a montagem de pontos de drive thru em locais estratégicos de cada município. De acordo com o governador João Azevêdo, cerca de 110 mil testes rápidos estarão chegando a partir de hoje, o que permitirá uma melhor estratégia na tomada de decisão, voltada ao enfrentamento do coronavírus, de acordo com o perfil epidemiológico do Estado. 

Também foram debatidas questões referentes à contratação de profissionais de Saúde, funcionamento de feiras livres e a suspensão do funcionamento da balsa Cabedelo-Lucena nos fins de semana para evitar o aumento de casos na região. 

“Essa reunião foi muito importante para entender o que cada município está realizando e operacionalizar ações conjuntas, identificar problemas e, até mesmo, endurecer medidas, caso o isolamento social não seja cumprido”, avaliou o governador.

Comentários

Outras Notícias