Infidelidade partidária: Chico do sindicato é alertado pelo presidente do Avante, Felipe Leitão após vereador anunciar apoio a Edilma Freire

Infidelidade partidária: Chico do sindicato é alertado pelo presidente do Avante, Felipe Leitão após vereador anunciar apoio a Edilma Freire

 Reviravolta na corrida pela sucessão municipal na Capital paraibana. Isso porque o vereador Chico do Sindicato (Avante) anunciou publicamente apoio a pré-candidatura de Edilma Freire (PV) na noite desta quinta-feira (13). O parlamentar, inclusive, postou fotos ao lado de Edilma e do prefeito Luciano Cartaxo (PV) durante reunião com apoiadores na Associação de Moradores do Vale das Palmeiras.

Em contato com o Portal WSCOM, o presidente do Avante em âmbito municipal, deputado Felipe Leitão, apontou que o partido não participou dessas conversas. Ele afirmou ainda com exclusividade a nossa Redação, que o Avante anunciará apoio ao seu candidato até o final da próxima semana e que essas conversas já estão bastante avançadas.

“Não temos nada definido ainda, mas estamos perto. Sobre a questão de Chico, ele fez isso por conta própria, é com ele, só não pode falar publicamente em nome do partido. Nós vamos anunciar ainda o nosso apoio e até a próxima semana, antes das convenções, João Pessoa conhecerá o rumo que a nossa legenda vai tomar para as eleições deste ano”, afirmou.

Infidelidade partidária

A posição de Chico do Sindicato, sem o consentimento do Avante, pode se caracterizar como infidelidade partidária, que trata da obrigação do parlamentar com o seu partido segundo a Lei Eleitoral. Neste caso, o suplente de Chico na Câmara pode pedir judicialmente a Perda de Mandato Eletivo e a vaga do vereador alegando a possível falta de obrigação com a legenda, e, se eleito, a decisão de Chico em apoiar Edilma sem o consentimento do Avante pode eventualmente causar reviravolta nas cadeiras da Casa de Napoleão Laureano.

 

Fonte: WSCOM

Comentários

Outras Notícias