Hora de unir forças: Fórum de Segurança suspende atividades e oriente população sobre o Coronavírus

Hora de unir forças: Fórum de Segurança suspende atividades e oriente população sobre o Coronavírus

O Fórum das Entidades das Policias Civil, Militar e Bombeiros da Paraíba anunciaram por meio de nota,  nesta sexta-feira 92), trégua nas atividades do movimento e partem para o enfrentaento contra o Covid-19.

Confira Nota: 

Frente ao avanço do Covid-19 na Paraíba, as entidades que compõem o Fórum das Entidades das Polícias Civil, Militar e Bombeiros anunciaram uma trégua nas atividades por tempo indeterminado. Vigílias, reuniões e a Assembleia Geral Unificada, marcada para abril, foram canceladas para evitar aglomerações e proteger a população. A categoria ainda não chegou a um acordo com o Governo do Estado e afirma que o momento agora é de proteção do cidadão.

A decisão das entidades visa a segurança da população e atender às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Além disso, os próprios agentes de segurança e seus familiares entendem que o momento é de manter o isolamento social. O vírus, que tem alto poder de transmissão, precisa ser levado a sério para não se tornar uma questão mais grave de segurança.

“Nossa missão principal é proteger a população e dar o exemplo. Temos a responsabilidade de ajudar na prevenção e em orientar os nossos 20.149 associados, protegendo suas famílias e contribuindo para o isolamento social necessário para conter a propagação da doença”, afirma Steferson Nogueira, delegado de Polícia Civil e presidente da Associação das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba (Adepdel), entidade pertencente ao Fórum.

Em nota, o Fórum anunciou que as ações e mobilizações das entidades e associados continuarão e serão realizadas por meios virtuais, enquanto as condições de saúde sejam restabelecidas. O Fórum orienta também que os associados, assim como os servidores do Estado que arriscam suas vidas, direcionem suas ações prioritárias para a defesa e proteção do cidadão paraibano, evitando propagandas e demandas não emergenciais.

“O foco, agora, é proteger a população de criminosos em meio a essa crise. Vamos deixar nossas questões em segundo plano até que a situação se normalize. Nossos policiais continuarão na ativa, defendendo a população neste tempo de isolamento social. Queremos manter todos seguros e assumimos, novamente, o risco de ir para as ruas. Estamos tomando todo o cuidado com nossos policiais para que possamos trabalhar com segurança e não sermos um foco de transmissão”, afirma Steferson.

 

Comentários

Outras Notícias