Governador anuncia plano para retomada da economia que terá classificação de cidades por bandeiras

Governador anuncia plano para retomada da economia que terá classificação de cidades por bandeiras

O governador João Azevêdo, detalhou o plano de retomada da economia após o período de maior restrição das atividades que vai desta segunda-feira (1º) até o dia 14 de junho.

As cidades serão classificadas por um sistema de bandeiras que vai da verde até a preta com base nos indicadores e que vão determinar o nível de distanciamento social.

De acordo com o plano “Construindo o novo normal para a Paraiba ante aos desafios de curto, médio e longo prazos”, os municípios serão reavaliados a cada 15 dias para uma possível mudança de bandeiras.

Os critérios utilizados serão a taxa de obediência ao Isolamento Social; taxa de progressão de novos casos; taxa de letalidade; e taxa de ocupação hospitalar.

Os municípios com classificação verde poderão ter todos os setores em funcionamento adotando medidas para o distanciamento social; amarelo há restrições ao funcionamento de atividades que representam maior risco para o controle da pandemia; vermelho funcionamento apenas de atividades essenciais e preto restrições de locomoção com risco de adoção de Lockdown.

João explicou que as prefeituras terão que decretar o fechamento de alguns pontos para que a bandeira da cidade volte a ser verde. “Será uma missão exigida de cada prefeito, o cuidado de manter os municípios na bandeira mais liberal possível”, disse, destacando que o plano se baseia em trabalho científico que utiliza dados e informações precisas e que é preciso fazer com que a população entenda isso.

O governador vai se reunir nesta segunda-feira (1º), por videoconferência, com empresários, trabalhadores, líderes comunitários, associações de moradores, agências de fomento, seguimentos econômicos, entre outros para discutir este modelo e, assim, chegar no dia 15 de junho com a Paraíba em condições de ter as premissas para começar a flexibilizar sem por em risco as vidas das pessoas e sem fazer com que tenha taxas aumentando a cada dia.

“Jamais a nossa vida será igual, o uso de máscara será obrigatório por muito tempo até que venha uma vacina ou um tratamento eficiente de que vamos estar seguros e que vamos cuidar do povo sem riscos”, destacou.

Confira o plano na íntegra:

Comentários

Outras Notícias