"Damas da Praia" querem impedir projeto com deficientes na orla do Cabo Branco

"Damas da Praia" querem impedir projeto com deficientes na orla do Cabo Branco
Foto: Divulgação / Praia Acessível

Um grupo de moradoras do Cabo Branco, bairro nobre de João Pessoa, procurou a vereadora Helena Holanda (Progressistas) na manhã desta quarta-feira (21) pedindo para que ela impedisse ou restringisse a ida de pessoas com deficiência à orla da capital, pois isso não deixava o lugar bonito. As cinco mulheres que não se identificaram foram presencialmente à Câmara dos Vereadores da cidade fazer o apelo.

Helena foi procurada pelas moradoras por ser uma das líderes da “Praia Acessível”, um projeto realizado há oito anos pela prefeitura de João Pessoa que facilita a ida à praia de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, e ocorre no Cabo Branco. De acordo com as mulheres, isso tira a beleza do bairro onde “pessoas ilustres e de renome moram”. Elas teriam pedido, ainda, a criação de um condomínio fechado na região para cercar o local.

A vereadora disse que respondeu que o projeto não seria retirado do local em hipótese alguma, e que, caso elas tivessem incomodadas, se mudassem. Acrescentou que os deficientes, assim como qualquer cidadão, têm direito de ir e vir. “Elas pediram pra eu retirar o projeto e agora estou com a idéia de expandi-lo”, afirmou.

Além disso, Helena comentou que não é a primeira vez que o programa é criticado. “Há quatro anos, nós estávamos lá fazendo um São João, e uma senhora disse pra desligarmos o som porque estaria incomodando, e que, desde que o projeto chegou, a praia não era mais a mesma”.

Comentários

Outras Notícias