Crise no Hospital Laureano: Diretor alega déficit de R$ 1,5 mi

Crise no Hospital Laureano: Diretor alega déficit de R$ 1,5 mi

O Hospital Napoleão Laureano, referência no tratamento do câncer na Paraíba passa por uma das suas maiores crises. Segundo a direção, o principal motivo é a falta de verbas e o déficit que chega a R$ 1,5 milhão por mês, o que ocasiona a falta de medicamentos e atraso nos atendimentos.

 “Nós estamos nos esforçando, pedindo apoio. As prefeituras estão começando a nos ajudar, e a população também, através de doações da Energisa. Nós estamos tentando financiamento no banco, para cobrir esse déficit e os fornecedores passarem a nos ceder os medicamentos que são necessários”, disse um dos diretores do Hospital Laureano e integrante da Fundação Laureano (instituição mantenedora do hospital), Dr. Antônio Carneiro Arnaud.

Segundo ele, desde dezembro de 2018, o déficit mensal de verba do Hospital se aproxima a R$ 1,5 milhão, o que afeta o atendimento dos pacientes e a falta de medicamentos para esses atendimentos.

Atualmente o Laureano atende a 74% dos casos de câncer de todo o estado. A fila para realizar uma radioterapia está em aproximadamente 280 pacientes.

Quanto à falta de verbas, Dr. Antônio disse que algumas prefeituras começaram a doar recurso. Contudo, o gestor solicitou apoio do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de João Pessoa, de quem atualmente não recebe apoio.

“Estamos precisando que eles [João Azevêdo e Luciano Cartaxo] vejam uma maneira de como ajudar. É preciso que haja um entendimento nesse sentido”, apelou.

Ajuda da população

Além do apoio de órgãos públicos, o cidadão também pode colaborar financeiramente, através de doação no pagamento do consumo de energia. Para isso, basta entrar em contato com a Energisa, por meio do telefone 0800 083 0196.

 

Fonte: Com informações do Mais PB

Comentários

Outras Notícias