Casos de Coronavírus no Brasil segundo o Ministério e Secretarias de Saúde

Casos de Coronavírus no Brasil segundo o Ministério e Secretarias de Saúde

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 7h40 deste domingo (22), 1.201 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 26 estados e no Distrito Federal. São 18 mortes no Brasil, três no Rio de Janeiro 15 em São Paulo.

Ministério da Saúde atualizou os números na tarde deste sábado (21), informando que o Brasil tem um total de 1.128 casos confirmados de coronavírus e 18 mortes.

Roraima registrou os dois primeiros casos na noite deste sábado, último estado a ter casos confirmados no país.

Confira o balanço das secretarias de Saúde:

Casos confirmados do novo coronavírus no Brasil

Estado Secretarias da Saúde Ministério da Saúde
AC 11 9
AL 7 7
AP 1 1
AM 11 11
BA 41 41
CE 84 68
DF 112 100
ES 26 26
GO 18 20
MA 2 0
MT 2 2
MS 16 16
MG 55 38
PA 2 2
PB 1 1
PR 43 43
PE 33 30
PI 4 4
RJ 119 119
RN 9 6
RS 71 60
RO 3 1
RR 2 0
SC 51 51
SP 459 459
SE 10 10
TO 2 2
Total 1201 1128

Fonte: Secretarias estaduais da Saúde e Ministério da Saúde

 

Testes serão feitos em casos leves

Durante a coletiva do Ministério da Saúde na tarde deste sábado, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, disse que testes serão feitos em casos leves.

"Estamos adquirindo um volume de testes significativo para que, na próxima semana, daqui a 8 dias, tenhamos 5 milhões de testes rápidos para distribuição em todo o Brasil, para iniciarmos a realização (de testes) em casos leves", disse o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.

"Vai aumentar muito a velocidade de diagnóstico em todo o Brasil", completou. Até então, somente pacientes com sintomas graves eram testados.

Os novos 5 milhões de testes serão priorizados para profissionais de saúde e unidades básicas de saúde, disse o secretário.

Segundo Oliveira, nas próximas semanas, deve-se chegar a 10 milhões de testes entregues.

"Vamos, muito em breve, implantar uma estratégia similar ao que a Coreia (do Sul) realizou lá, usando um 'drive thru' de testes em alguns centros, para aumentar a detecção a partir da testagem rápida, evitando que as pessoas tenham que ir a uma unidade de saúde", detalhou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Com informações do G1

Comentários

Outras Notícias