Após recomendação do governador João Azevêdo obras do Porto do Capim tem embargos suspensos pelo Iphaep e prefeitura de João Pessoa realiza retirada de moradores para demolição

Após recomendação do governador João Azevêdo obras do Porto do Capim tem embargos suspensos pelo Iphaep e prefeitura de João Pessoa realiza retirada de moradores para demolição
Crédito: Paraíba Criativa

Seguindo recomendação do governador João Azevêdo (PSB),  Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep), suspendeu no último sábado (1º de Junho), o embargo das obras realizadas pela prefeitura de João Pessoa de derrubada das casas da Comunidade Porto do Capim para construção do Parque Ecológico Sanhauá.

Com a decisão, a PMJP passou a dar continuidade na manhã desta segunda-feira (3), nas demolições e retirada de moradores do Porto do Capim.

A ação está sendo acompanhada pela Guarda Civil Municipal, que faz a segurança dos profissionais no local.

Em coletiva de imprensa, na manhã de hoje (3), o prefeito Luciano Cartaxo (PV) elogiou o gesto do governador João Azevêdo e disse que o bom senso prevaleceu. Cartaxo também esclareceu algumas questões sobre a obra e a retirada e acomodação das famílias.

A Associação de Mulheres do Porto do Capim através de nota convocatória emitida na noite de ontem (2), declarou resistência contra demolições e convocou moradores e entidades para protesto na manhã de hoje (3), na sede da prefeitura da capital.

Comentários

Outras Notícias